Portabilidade de Crédito:
O Que é e Como Fazer?

Sabia que você pode transferir o seu empréstimo ou financiamento para um outro banco? Esta operação é chamada Portabilidade de Crédito, e ela pode te ajudar quando as contas apertarem.

Como dito acima, esta operação é uma transferência de crédito de um banco para outra instituição financeira. Se você realizou um empréstimo ou financiamento e sente que as taxas de juros do seu contrato estão altas, você poderá transferir a dívida para um concorrente em que essas taxas são menores, ajudando a trocar uma dívida mais cara por uma mais barata.

Muitas pessoas recorrem à portabilidade de crédito pelas taxas de juros mais atrativas e pela qualidade de atendimento. Assim, esta operação gera mais competitividade entre os bancos e financeiras, melhorando as propostas para os clientes.

Portabilidade de Crédito: O Que é e Como Fazer?
Portabilidade de Crédito: O Que é e Como Fazer?

E como funciona a portabilidade de crédito?

Primeiro, você deve fazer uma simulação em diversas empresas com o mesmo valor do empréstimo ou financiamento que possui, para poder comparar as taxas de juros e o custo efetivo total, ou CET.

Depois de comparar os números, você poderá escolher o banco que mais lhe agradar. Após a escolha, você precisará entrar em contato com o seu banco atual, aquele que possui a sua dívida, e solicitar as informações sobre como quitar o valor total. Lembrete: a empresa tem a obrigação de lhe passar as informações, pois é um direito seu de pedir.

Geralmente, são estas as informações que você pode pedir:

  • Número do contrato;
  • Saldo devedor atualizado;
  • Demonstrativo da evolução do saldo devedor;
  • Sistema de pagamento;
  • Modalidade de crédito;
  • Taxa de juros anual (nominal e efetiva);
  • Valor de cada prestação, especificando o valor do principal e dos encargos;
  • Prazo total e remanescente;
  • Data do último vencimento da operação.
Após colher estas informações, entre em contato e converse com nova a instituição financeira, sobre como você poderá realizar a portabilidade de crédito. Vale lembrar que o seu banco não pode te impedir de realizar a portabilidade. Porém, a nova credora não é obrigada a aceitar a sua transferência, pois ela precisa saber se será vantajoso para a empresa realizar esta operação.  Depois de tudo decidido e aprovado, a portabilidade de crédito é iniciada.

A portabilidade terá algum custo?

A operação não possui nenhum custo ao cliente, visto que suas taxas de transferências são pagas pelo banco que comprará a sua dívida.

Entre em contato com o seu banco e com a empresa que deseja fazer a portabilidade de crédito para saber mais sobre esta operação e assim, sanar todas as dúvidas que possam aparecer no caminho.

Copyrigth © Consiga Cred 2019

A Consiga Cred, sob o CNPJ 11.395.769/0001-72, com sede na Av. Sampaio Vidal, 250 Centro do município de Marília, no estado de São Paulo, CEP 17500 020. E para entrar em contato encaminhe um e-mail para contato@consigacredi.com.br. Somos correspondente bancário e representamos instituições que oferecem soluções financeiras, possuímos uma plataforma de agência bancária online que facilita o acesso de clientes a produtos e serviços ofertados por empresas credenciadas. Somos autorizados a realizar empréstimo consignado pelos bancos Bradesco Promotora, Correspondente Itaú Autorizado, Banco PAN, Banco Safra, Banrisul, Crefaz, Mercantil do Brasil, BV Financeira, CCB, Olé Consignado, Banco Daycoval, Cetelem, JBCred, Banco Inter, PortoCred Financeira, entre vários outros. *Os valores e prazos estão sujeitos à análise de crédito e aprovação conforme a política de crédito da Instituição Financeira. Exemplo representativo: Um empréstimo de R$ 9.000 com parcelamento em 18 (dezoito) vezes acarretará em 18 parcelas de R$ 702,09. Ao final do empréstimo o montante a ser pago será de R$ 12.637,62. Dados adicionais do exemplo: IOF: R$ 242,13. Tarifas: R$ 0. Juros mensais: 3,52% a.m. Juros anuais: 51,52% a.a. CET: 58,35% a.a. O CET obtido através da Consiga Cred pode variar de 2,97% a 17,39% ao mês (42,80% a 584,61% ao ano), dependendo da análise de crédito do cliente e da opção de parcelamento (que pode ser de 6 a 72 vezes).